Pesquisar

Festas e saídas noturnas

Levar ou não o pequeno a festas de formaturas, casamentos, barzinhos, cinemas e tantos outros, eis a questão

publicidade

Surgiu aquela festança e você está pronta para a diversão. Já marcou horário no salão, fez questão de comprar um vestido bonito e já providenciou os acessórios perfeitos para combinar com todo o visual. Mas, você esqueceu de um detalhe bastante importante para a noite especial. Será que o filhote pode ou não ir com você? Fique atenta para não passar por problemas nos locais onde levará o pequeno à tira-colo.

Bailes de formatura não são indicados. Geralmente, a maioria dos espaços para eventos não indica a presença de crianças até uma determinada faixa etária. Pode não ser regra, mas imagine o som bem alto e diversas pessoas transitando. Você poderá não curtir a festa, pois terá que prestar atenção na segurança do filhote e ainda perceber cochichos e reclamações na hora da cerimônia, principalmente na entrega dos certificados, pois ele não para de falar ou chorar. 

Evite oferecer petiscos e pratos para o pequeno. Alguns alimentos podem estar muito temperados, causando reações alérgicas ou problemas estomacais. Não se esqueça de alimentar o pequeno antes de sair de casa. 

Aquela amiga do peito convidou você e o seu marido para um happy hour? Nos barzinhos, as acomodações são precárias para o seu filho. Curtir o início da noite com a criança no colo pode ser prazeroso, mas pesquise ambientes onde há monitoramento adequado para os pequeninos e espaço KIDS para as crianças. Você poderá conversar menos preocupada e o filhote estará se esbaldando nos brinquedos.

Reunião na casa dos amigos? Se eles tiverem crianças da mesma faixa etária, será pura diversão. Leve sempre um brinquedo do gosto da criança (de preferência os menos barulhentos e fáceis de serem transportados) para que não fique entediada, caso não tiver um amiguinho para brincar.

crianças em festas - Foto: Didgeman / pixabay.com

Evite levá-la tarde para o cinema. Mesmo que a criança pouco compreenda o enredo dos filmes, evite filmes com cenas que podem assustá-la.

Quanto à questão da babá, se tiver disponibilidade para contratar uma, ótimo. Caso o contrário, consulte pessoas de confiança ou os seus pais para ficarem com o pequeno por um período. Esta é a primeira iniciativa que as mamães costumam tomar, mas fique atenta para que isso não vire um hábito. Quanto a alguém que receba pelos serviços, tudo bem. Mas, se caso contatar os avós do seu filho lembre-se de que eles também possuem os seus compromissos. Consulte-os de forma antecipada, e se for o caso, não insista. Cuidar da criança precisa ser um convite recebido com alegria, e não como uma obrigação.

Sair com o parceiro e com os amigos sem levar a criança é saudável e pode ser feito eventualmente, afinal, os pais também podem buscar o entretenimento sadio. Porém, preservar o bem-estar do seu filho tem que estar sempre em primeiro lugar. Passeios vespertinos, teatros infantis, programas com a família, zoológicos, viagens e festinhas dos amiguinhos também possuem as suas vantagens - terminam cedo e a criança terá se divertido. Saber dosar é fundamental. Boa festa!

publicidade
publicidade